O que você ensina ao seu filho sobre educação financeira?

0 Flares 0 Flares ×

ID-10036084
Não é de se ver em escolas o ensino sobre educação financeira aos alunos, sendo assim se esse ensinamento não vier de berço, seu filho poderá sofrer sérias consequências no futuro.

Digo isso, pois em um mundo capitalista que vivemos caso você não tenha noção sobre como conseguir renda e como utiliza-la de forma consciente é bem provável que você passe por alguns apertos.

Quando falamos em aprender algo, temos duas vertentes principais:

  • A vontade de aprender de quem está recebendo a informação;
  • A informação disponível a ser passada.

Comentando as vertentes de baixo para cima, temos então “a informação disponível a ser passada” e nos dias atuais podemos dizer que temos mais conteúdos disponíveis a ser aprendido se comparar a 30 anos atrás por conta da chegada da internet.

Segundo Wikipédia, a internet tornou se um meio público a partir de 1995, pois no período anterior, ela era somente utilizada por professores e funcionários de universidades.

Com isso constatamos que após esse período passamos a ter um acesso bem mais amplo a materiais para nosso aprendizado.

Então ligando essa vertente de que hoje temos um melhor acesso a informação tanto da parte digital como em sala de aula, pois hoje as crianças tem maior oportunidade de ir as escolas comparando com anos atrás e “a vontade de aprender de quem está recebendo a informação” chegamos a um ponto, ou melhor, paramos em um ponto de extrema relevância.

Darei uma opinião um pouco particular… 

“Não parece que as pessoas têm em mente que o estudo é a base para um futuro promissor”.

Se a mídia, o governo ou algum órgão fizesse um estudo quantitativo para descobrir as pessoas que gostam de estudar ou que pelo menos entende que sem estudo não chega  se há lugar algum, o resultado seria de assustar.

O que eu quero demonstrar com isso é que em muitos os casos a vontade de estudar não existe e que não podemos apenas criticar o governo que o ensino é fraco, posso estar cometendo um erro grave a dizer que os “donos” desse país, aqueles que tem poderes para tomar decisões querem de fato que o ensino seja fraco justamente para que a população não conquiste o poder de tomar decisões e que continuem vivendo nas “rédeas” dos poderosos.

Não descarto essa possibilidade, porém se ficarmos sentados esperando que eles pensem o contrário e que melhorem o ensino seria a mesma coisa que não jogar na loteria e esperar que o dinheiro caísse na conta.

Você não vai esperar por isso, vai?

Então, junte a informação disponível com a vontade de aprender e mude sua vida e ajude a mudar o mundo 🙂

Parada para uma frase motivacional.

“Pessoas de sucesso fazem o que pessoas mal sucedidas não querem fazer. Não queira que a vida seja mais fácil. Deseje que você seja ainda melhor” Rohn

Caso queira mudar de vida, então pense diferente!

O que você está ensinando ao seu filho sobre educação financeira? Ou melhor, você ensina?

Observe a imagem abaixo e reflita por alguns segundos e tente entende-la…

pai rico pai pobre

Como dizem por aí, uma imagem vale mais que mil palavras!

Essa imagem foi retirada do livro “Pai Rico Pai Pobre” do autor Robert Kiyosaki e Sharon Lechter onde o pai rico faz o esboço simples para ensinar a Robert e a seu filho como é a vida financeira dos ricos e dos pobres, e que mesmo aos nove anos de idade eles já possam aprender como é o cenário financeiro nos dois casos e o que devem fazer para seguir o raciocínio dos ricos.

Aconselho todos principalmente os pais a dedicarem um pouco do seu tempo para ler e aprender muito sobre dinheiro com o autor desse livro para ensinar a seus filhos.

Eu sei que você pode estar pensando: Dinheiro não é importante assim, não sou capitalista. Ok, então responda, você está lendo esse artigo como? Do computador que você comprou com o dinheiro gerado através do seu emprego?

Ah, muito bom, então continue lendo ok?

Agora a tradução dessa imagem é simples.

  • Os pobres compram somente passivos e despesas e vêm a sua suada renda gerada após um mês inteiro de trabalho indo embora para o bolso de outras pessoas.
  • Os ricos compram ativos que  geram renda e que através dessa renda eles pagam suas despesas e seus poucos passivos e ainda sobra para comprar mais ativos tornando assim um clico sem fim.

Para analisar essa afirmação basta seguir a linha traçada na imagem.

  • A linha do pobre começa no emprego que gera renda, onde ele a receba e compra passivos e despesas e o fim da linha é dinheiro indo para outro lugar não sendo seu bolso.
  • A linha do rico que na realidade é um círculo, onde ele possui ativos que geram renda que é usada para pagar suas poucas despesas e passivos e a sobra ele usa para investir novamente.

Resumidamente o que ele quis passar com essa imagem é a afirmação de que o pobre fica cada vez mais pobre e o rico cada vez fica mais rico, porque um apenas gasta e o outro gasta com coisas que lhe trará retorno.

Quem tem um conhecimento básico sobre contabilidade sabe bem interpretar essa imagem, porém nem todos conseguem de fato avaliar sua vida financeira nesse ponto de vista.

Para detalhar os conceitos das palavras descritas na imagem, segue como exemplos:

  1. Ativos: Investimentos em renda fixa ou variável, posse de empresas, Imóveis alugados, etc.
  2. Passivos: Empréstimos, financiamentos de carros ou imóveis, etc.
  3. Renda: Emprego, rendimentos de ativos, recebimento de dividendos, lucro de empresas, ganhos com renda imobiliária, etc.
  4. Despesa: Cartão de crédito, contas com lojas, compra de vestuários, alimentação, etc.

Basta somente você agora pegar esses conceitos e avaliar o que você faz com sua renda. Em qual lugar você se encaixa? Está disposto a mudar? Está bom do jeito que está?

Não entre na zona de conforto, faça uma avaliação de suas atitudes, reflita sobre isso, e principalmente, ensine seu filho a fazer melhores escolhas.

Ensinando dicas básicas ao seu filho que ele nunca aprenderá nas escolas ou na faculdade sobre dinheiro

Menina estudando

Não há tantos mistérios de como lidar com o dinheiro, alguns realmente não sabem, outros fecham os olhos e agem como se não soubessem e a minoria sabe lidar muito bem e obtém resultados favoráveis com isso.

De certa forma os ricos sabem lidar muito melhor com o dinheiro do que os que não são ricos, pois eles aprenderam a fazer com o que o dinheiro trabalhe para eles e não ao contrário, ou seja, eles não trabalham pelo dinheiro que é o que a maioria das pessoas fazem.

E não somente isso, os ricos sempre pensam fora da caixa, não seguem o mesmo raciocínio da massa, inventam formas de ganhar dinheiro, o que pra muitos, isso nem passa pela cabeça.

Então para ajudar você a aprender a lidar melhor com o dinheiro para ensinar melhor seus filhos ou a alguma pessoa próxima ou a você mesmo, vou listar abaixo algumas dicas básicas para ampliar sua visão:

  • Ensine seu filho a controlar seus gastos de forma há não deixa-lo passar seus rendimentos;

 

  • Explique a diferença entre o que são despesas e o que são receitas e como elas impactam em suas vidas, e se for preciso, desenhe;

 

  • No cenário capitalista em que vivemos não há como deixar o dinheiro de lado como segundo plano, lide com ele como você lida com suas obrigações;

 

  • Quer faze-lo ficar rico? Como empregado lamento, mas ele nunca ficará apenas entrará na “corrida de ratos” em que as pessoas de classe média estão, onde elas gastam muito dinheiro para manterem seu status e seu ego elevados, e com isso entram no quadro esquerdo da imagem divulgada acima, somente compram despesas e passivos com suas rendas;

 

  • Ensine a poupar dinheiro como se fosse uma conta que tivesse que pagar todo o mês, estipule um valor ou um percentual do salário;

 

  • Ensine a não comprar coisas que não são necessárias para sua vida, ensine a pensar sempre que for comprar algo, se aquilo que está sendo comprado, vai agregar valor a sua vida;

 

  • Ensine o básico sobre investimentos, seja renda fixa ou variável que é possível deixar o dinheiro trabalhando para você ao invés do contrário;

 

  • Mostre a possibilidade de criar uma empresa, ser empregador e não empregado, ou de usar suas habilidades a seu favor para assim não depender de chefe para aumentar seu salário;

 

  • O que são impostos? Ensine que infelizmente é a forma que o governo usa para cobrar excessivamente da população das utilidades públicas e ainda “afirmam” que é em prol de benefícios para o país e para a economia, mostre quais são os impostos e ensine que ele terá que considerar isso como despesa;

 

  • Ensine a estabelecer objetivos e metas para conquistar o que deseja;

 

  • Ensine a palavra “desconto” e “comprar a vista”, isso talvez vá reduzir suas despesas e aumentar a receita;

 

  • Apoie e incentive que ele descubra meios de conseguir renda extra para que não se prive apenas a um salário no final do mês que muitas vezes é injusto;

 

  • Não ensine a mesma cultura que o seu pai talvez o ensinou de que ele tenha que estudar muito e tirar notas boas para conseguir um bom emprego e ter segurança, isso já se tornou passado, a verdade é que temos que estudar muito para usar o conhecimento adquirido para sermos livres, ou seja, conseguir renda através do conhecimento, porém trabalhar menos e viver mais;

 

  • Ensine a não esperar pela aposentadoria, é possível construir uma base sólida com investimentos e obter renda para não depender do governo;

 

Posso ter deixado de colocar algumas dicas, porém o intuito do texto é fazer com que abra sua mente e além de ensinar seu filho sobre educação, que não seja somente sobre ser educado com as pessoas, mas também sobre educação financeira.

Caso seu filho seja muito novo e talvez não entenda de forma fácil o que você queira passar, utilize desenhos, ou busque outras saídas para conseguir colocar de forma simples como funciona o mercado financeiro.

Se educando financeiramente para aprender mais

Fazendo um resumo analisando tudo o que foi aprendido neste artigo podemos colocar alguns tópicos da seguinte forma:

  1.  Existem inúmeras informações uteis e de fácil entendimento e acesso para aprender e desenvolver seu lado pessoal e financeiro, basta você querer;
  2. Entenda a diferença entre os pobres e os ricos, e porque cada um nunca mudará sua posição se continuar no seu ciclo;
  3.  Não espere o governo mudar, ou seu chefe mudar, mude você mesmo;
  4.  Ensine seu filho sobre educação financeira, para facilitar desenhe;
  5.  O mundo está mudando, acompanhe essa mudança.

Bom, finalizo por aqui, mas antes quero ainda deixar uma mensagem, caso tenha ficado alguma dúvida, ou mesmo alguma sugestão sobre o assunto abordado, peço imensamente que deixe seu comentário abaixo para saber que estou no caminho certo pra repassar minha ideia.

Ou mesmo caso queira deixar alguma critica ou elogio, não hesite, deixe seu comentário, não gastará mais tempo do que você já ficou aqui, e me ajudará a saber se está tudo indo bem.

E também caso queira receber nossas dicas por email, cadastre se na caixa abaixo e receberá em primeira mão todas as novidades aqui do blog, inclusive sacadas para te ajudar a ser um investidor, um empreendedor e também uma pessoa melhor.

Abraços e até a próxima!